Carregando...

Veja os melhores e os piores horários para pegar a estrada na volta do feriado - Notícias - R7 São Paulo

O feriado de Corpus Christi (16) movimentou as estradas do estado de São Paulo, que neste domingo (19) deverão registrar congestionamentos no retorno à capital paulista.

Apesar de o feriado ser comemorado em muitas cidades do estado, na cidade de São Paulo foi decretado apenas ponto facultativo, já que o feriado havia sido antecipado no ano passado em estratégia de combate à Covid-19. O fechamento das repartições públicas, aliado à decisão de empresas de concederem folgas, no entanto, ajudaram a criar um feriado prolongado também na capital paulista nos últimos dias.

A estimativa da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), que regula as rodovias concedidas à iniciativa privada, e do DER (Departamento de Estradas de Rodagem), responsável pelas estradas ainda sob administração do poder público, é que 3,8 milhões circulem pelas estradas paulistas até o fim do feriado prolongado. 

Os melhores horários no retorno normalmente ocorrem cedo, pela manhã, ou já no final da noite. Confira os horários previstos de maior congestionamento nas principais rodovias:

No Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), o período das 10h às 13h deve ser o de maior movimento, segundo a Ecovias, concessionária responsável pelo sistema.

Já na rodovia Ayrton Senna/Carvalho Pinto, com previsão de 1,2 milhão de veículo por lá, o horário de maior congestionamento deve ser entre 12h e 19h, segundo a Ecopistas.

No Sistema Anhanguera-Bandeirantes, o trânsito intenso deve ocorrer entre 11h e 21h neste domingo, e deve haver congestionamento no mesmo horário nas rodovias Castello Branco e Raposo Tavares, de acordo com a Autoban e a Viaoeste.

Houve um aumento do atendimento operacional em todas as rodovias do estado de São Paulo por conta do feriado prolongado. Neste domingo, viaturas do DER (Departamento de Estradas de Rodagem) estão em pontos estratégicos das rodovias e diversos equipamentos também vão auxiliar em todo o monitoramento, como: 58 contadores veiculares (para estudo de tráfego), 61 câmeras, 13 painéis de mensagens variáveis (com informações sobre as condições da rodovia) e três drones.

O DER, por meio das unidades básicas de atendimento, ficará à disposição dos usuários 24 horas, com guinchos leves e pesados e caminhonetes de inspeção distribuídos nas principais vias.

Nas rodovias concedidas, são reforçados o monitoramento das pistas, a operação e os serviços de atendimento médico e mecânico, as mensagens de alerta nos painéis.

Também estão previstos reforços nas equipes do Serviço de Atendimento ao Usuário, no CCO (Centro de Controle Operacional) e nas praças de pedágio, além da implantação de operação "papa-fila" (de cobrança da tarifa por agentes da chegada à cabine), para acompanhar o aumento do tráfego e minimizar o congestionamento.

As concessionárias reguladas pela Artesp também manterão a Operação Visibilidade, que consiste no posicionamento de viaturas operacionais em pontos estratégicos, para permitir maior agilidade no atendimento, além de assegurar mais condições de conforto e segurança aos usuários que trafegam pelas rodovias estaduais.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*