Carregando...

Suspeitos param carro e executam GCM e família em estrada da Grande São Paulo - Notícias - R7 São Paulo

Um guarda civil municipal, a mulher, a mãe e o padrasto foram executados em uma estrada de terra de Pirapora do Bom Jesus, na Grande São Paulo, na tarde do sábado (3). O crime ocorreu na Estrada Francisco Missé, altura do número 5802.

De acordo com a Polícia Militar, o GCM e advogado Paulo Correa de Souza Junior, de 39 anos, voltava de uma cachoeira acompanhado da mulher, Ana Caroline Ferreira da Silva, de 31 anos, da mãe Marlene Aparecida Ferreira de Souza, de 64 anos, e do padrasto Israel Aparecido Vintorin, de 45 anos.

No momento em que passavam pela estrada foram interpelados por suspeitos que os fizeram sair do carro em que estavam, modelo Chevrolet Prisma, e efetuaram disparos. Os quatro foram atingidos e morreram no local.

Quando a polícia chegou ao endereço, localizaram os corpos ao lado do veículo e nenhum indício de quem poderia ter feito os disparos. O local fica às margens de uma represa e com várias chácaras pela região.

A perícia foi acionada ao local e iniciou os trabalhos de apuração dos fatos. Testemunhas e eventuais imagens de câmeras de segurança que possam ter no local vão ajudar a polícia a identificar os atiradores.

Paulo Correa de Souza Junior é GCM e trabalha também como advogado. Junto com a mulher, ele era proprietário de um escritório de advocacia especializado em direito trabalhista e criminal. 

A vítima respondia na Justiça por uma tentativa de homicídio contra duas pessoas em abril de 2020. Na ocasião, Paulo discutiu com uma mulher durante uma confraternização pois ela havia pedido uma bebida, mas não havia levado nada.

De acordo com o processo, Paulo efetuou seis disparos contra o carro em que estavam as duas vítimas da tentativa de homicídio e chegou a perseguir com uma moto o carro dos dois, mas os disparos não atingiram os ocupantes do veículo.

A ocorrência é apresentada na delegacia de Santana de Parnaíba. Por enquanto a polícia trabalha com a hipótese de execução, mas ainda nenhuma hipótese é descartada.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar