Carregando...

PM de folga que foi baleado na cabeça ao reagir a assalto morre em hospital em SP; veja vídeo

Policiais reagem a assaltos e são baleados

Policiais reagem a assaltos e são baleados

O policial militar de folga e sem uniforme que foi baleado três vezes, uma delas na cabeça, ao reagir a uma tentativa de assalto, não resistiu aos ferimentos e morreu nesta quinta-feira (8) no hospital para onde foi levado em São Paulo.

O crime ocorreu na noite de terça-feira (6), na Zona Norte. Fabiano Aparecido Meles estava internado no Hospital Tatuapé, Zona Leste. A morte dele foi confirmada pela PM.

A câmera de segurança de uma empresa na Rua Sete Barras, Freguesia do Ó, gravou o momento em que três criminosos fogem após atirarem no agente da Polícia Militar (PM) (veja acima). Os bandidos não levaram o carro do homem.

Antes do crime, o PM havia parado seu veículo para consertá-lo, depois que ele apresentou pane elétrica. Após ser baleado, ele foi socorrido por uma ambulância, que o levou em estado grave para o Hospital Geral de Vila Penteado.

Depois ele foi transferido para o Hospital Tatuapé. Seu estado de saúde não foi divulgado até a última atualização desta reportagem. Nenhum suspeito pelo crime foi identificado ou preso.

O caso foi registrado no 72º Distrito Policial (DP), Vila Penteado, mas será investigado pelo 28º DP, Freguesia do Ó.

Fabiano Aparecido Meles era soldado da PM em SP — Foto: Reprodução/Divulgação/PM SP

Fabiano Aparecido Meles era soldado da PM em SP — Foto: Reprodução/Divulgação/PM SP

Outro caso

Ainda na noite de terça, um policial militar aposentado foi baleado por criminosos ao impedir que eles roubassem um caminhão. O crime aconteceu na Rua Barão de Duprat, em frente a um shopping, no Centro de São Paulo.

Os bandidos fugiram sem levar o veículo. O policial ferido foi socorrido em estado estável para o Hospital das Clínicas. Nenhum suspeito pelo crime foi identificado ou preso.

34 policiais e agentes assaltados

Levantamento da TV Globo mostra que, do início de janeiro até esta quarta-feira (7), ao menos 34 policiais e agentes de segurança foram vítimas de assaltos à mão armada na capital e Grande São Paulo. Três desses casos ocorreram neste mês de setembro.

As vítimas são: 23 policiais militares, cinco guardas municipais, quatro policiais civis e um agente penitenciário. Cinco delas morreram e sete ficaram feridas. Nove criminosos morreram nos confrontos com os policiais e agentes.

A polícia prendeu 12 suspeitos pelos crimes.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*