Carregando...

Pfizer: pílula antiviral reduz risco de caso grave de Covid em 89%

A farmacêutica Pfizer informou nesta sexta-feira (5) que sua pílula antiviral experimental contra o coronavírus reduziu o risco de hospitalização e morte em pacientes de alto risco que participaram do estudo. As chances de casos graves foram reduzidas em 89% com o medicamento.

A Pfizer disse que planeja enviar resultados de testes provisórios para sua pílula, que é administrada em combinação com um antiviral mais antigo chamado ritonavir, à Food and Drug Administration dos Estados Unidos como parte do pedido de uso de emergência que abriu em outubro.

O tratamento combinado, que terá o nome comercial de Paxlovid, consiste em três comprimidos administrados duas vezes ao dia.

A análise planejada de 1.219 pacientes no estudo da Pfizer analisou hospitalizações ou mortes entre pessoas com diagnóstico de Covid-19 leve a moderado com pelo menos um fator de risco para o desenvolvimento de doença grave, como obesidade ou idade avançada.

Os resultados apresentados pela Pfizer superam os observados com a pílula molnupiravir da Merck Sharp & Dohme, que foi mostrado no mês passado para reduzir pela metade a probabilidade de morrer ou ser hospitalizado para pacientes Covid-19 também com alto risco de doença grave.

O Reino Unido autorizou na quinta-feira (4) a utilização do medicamento da MSD contra a Covid-19.

Em atualização.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*