Carregando...

Testemunha que citou pisão em idoso que morreu no show do Fábio Jr. muda versão em novo depoimento

Idoso morreu em show do Fábio Jr. em Sorocaba (SP) — Foto: Reprodução/Facebook

Idoso morreu em show do Fábio Jr. em Sorocaba (SP) — Foto: Reprodução/Facebook

Em um novo depoimento à Polícia Civil, o amigo do idoso que morreu em uma confusão no show do Fábio Jr. em Sorocaba (SP) mudou a sua versão sobre o ocorrido. Um homem foi preso suspeito pela agressão na madrugada de 30 de julho. Segundo a corporação, o inquérito foi encerrado.

Antônio Carlos Juliano, de 63 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu em um hospital da cidade. Leandro Luiz Manrique, de 43 anos, foi preso em flagrante. A Polícia Civil ouviu, pelo menos, dez testemunhas.

Inicialmente, Sandro Brito, amigo de Antônio durante mais de 20 anos, disse à polícia que, depois de ser derrubado com um soco, o idoso teve a cabeça pisada pelo suspeito, e que ele precisou imobilizar Leandro.

No entanto, em um novo depoimento, Sandro disse que não houve pisão e nem outras agressões depois que a vítima caiu, alegando ter analisado melhor a situação e percebido que estava sob "forte emoção" quando deu sua primeira versão dos fatos.

Outras divergências

Conforme apurado pela reportagem da TV TEM, outras testemunhas também apresentaram contradições nas versões sobre agressões sofridas pela vítima.

Três pessoas (sem parentesco com os envolvidos) confirmaram que Antônio caiu e bateu a cabeça após levar um soco do suspeito, mas negaram a versão dada por Sandro inicialmente, que citava o pisão.

Justiça manteve prisão de Leandro Luiz Manrique, suspeito de agredir e matar idoso em Sorocaba— Foto: Reprodução

Justiça manteve prisão de Leandro Luiz Manrique, suspeito de agredir e matar idoso em Sorocaba — Foto: Reprodução

Conforme relatos, Antônio tentou furar fila de pessoas que esperavam para tentar entrar no camarim do cantor Fábio Jr. após o show. Durante a confusão, o idoso chegou a ser vaiado por causa da atitude.

Algumas testemunhas disseram que ele ficou irritado e partiu para cima de Leandro primeiro, versão contrária a dada à polícia, informando que Antônio havia sido atacado.

Após a ofensiva, Leandro teria empurrado Antônio, que não chegou a cair neste momento. Ainda segundo os depoimentos, Antônio partiu para cima de Leandro na sequência. Ainda é indefinido se o soco acertou Leandro, iniciando um "empurra-empurra".

O Clube de Campo de Sorocaba reafirmou a polícia que não tem câmera de segurança no salão onde houve a briga.

Habeas Corpus negado

O Tribunal de Justiça negou a liminar de um novo pedido de habeas corpus feito pela defesa de Leandro no dia 11 de agosto.

Segundo o Juiz Emerson Tadeu, a prisão preventiva de Leandro Luiz Manrique, de 43 anos, foi mantida, pois não havia nenhuma alteração na situação do caso que justificasse tal ato.

Vídeo do show

Um vídeo feito em homenagem ao idoso mostra a vítima, de 63 anos, se divertindo no local momentos antes da confusão.

Vídeo mostra idoso se divertindo em show antes de confusão

Vídeo mostra idoso se divertindo em show antes de confusão

Nas imagens, é possível ver Antônio Carlos Juliano feliz e sorridente, cantando as músicas com familiares e amigos. O vídeo mostra o idoso batendo palmas, se levantando da cadeira e acenando com as mãos abraçado de um amigo (assista acima).

De acordo com o boletim de ocorrência, os policiais militares foram chamados por volta de 1h45. No local, identificaram que o suspeito da agressão era Leandro, que também estava machucado.

Justiça mantém prisão de empresário suspeito de agredir idoso em clube

Justiça mantém prisão de empresário suspeito de agredir idoso em clube

O que dizem os envolvidos

Em nota, o advogado de Antônio, Alan Tomaz, informou que o idoso era um marido e pai exemplar, amigo dos jovens aos mais idosos, e que só espalhava amor por onde passava.

"Conforme relatado pelas testemunhas, não houve briga, não houve discussão. O que houve foi uma agressão injusta e sem qualquer justificativa de Leandro Luiz Manrique contra Juliano. Juliano não reagiu ou sequer viu de onde veio a agressão de Leandro. Não houve possibilidade de defesa. Tudo foi muito rápido e sem nenhuma explicação. Juliano não conhecia Leandro, e Leandro não conhecia Juliano."

"A família e amigos estão consternados com a situação e acreditam que esse tipo de violência não pode ser aceita, principalmente em um ambiente tradicionalmente familiar. Trata-se de um crime cruel que deve ser punido exemplarmente pela justiça", informou o Alan.

O advogado de Leandro, Matheus Nogueira, disse que ele e a vítima se esbarraram após o show do Fábio Jr., perto do camarim. Ainda segundo a defesa, Antonio empurrou Leandro, que revidou com outro empurrão. Foi quando a vítima caiu e bateu com a cabeça no chão. Neste momento, houve uma confusão e Leandro também foi agredido pelo amigo de Antonio.

Ainda conforme Matheus, um outro advogado enviou uma nota representando seu cliente dizendo que Leandro foi agredido por seguranças do evento. Porém, Matheus informou que o posicionamento não é oficial da defesa.

"Leandro Luiz Manrique e Antônio Carlos Juliano são vítimas, não sabendo identificar se foram dos seguranças do Clube de Campo de Sorocaba ou do Cantor Fábio Jr. Várias pessoas tentavam acesso o camarim, quando houve um princípio de tumulto e os seguranças bateram tanto no Leandro que ficara inconsciente, como no Antônio. Ou seja, todos foram espancados pelos seguranças", informava a outra nota.

A defesa de Leandro não reconhece essa versão, assim como o Clube de Campo de Sorocaba, que também nega a acusação.

Show do Fábio Jr., realizado no clube de Campo de Sorocaba (SP) no sábado (30) — Foto: Arquivo pessoal

Show do Fábio Jr., realizado no clube de Campo de Sorocaba (SP) no sábado (30) — Foto: Arquivo pessoal

"Em momento algum houve agressão dos seguranças, fato este que poderá ser corroborado pelos depoimentos de testemunhas e demais meios legais. Os seguranças somente interviram acalmando os envolvidos até a polícia comparecer ao local e conduzir o Sr. Leandro à delegacia competente para providências legais", informou o clube no fim da tarde de sábado (30).

"Nos solidarizamos com a família da vítima e informamos que daremos o apoio necessário, inclusive às autoridades. Reiteramos que a UTI Móvel contratada para o evento, assim como profissionais da saúde agiram prontamente para socorrer a vítima. O efetivo de seguranças também estava no local e agiu assim que percebida a movimentação. Eles identificaram o agressor, que foi encaminhado por policiais militares à delegacia para que fossem tomadas as devidas providências legais", completou o clube.

Em nota de pesar publicada nas redes sociais em 1º de agosto, o cantor Fábio Jr. afirmou que ele, a equipe e os empresários "lamentam profundamente o ocorrido no Clube de Campo de Sorocaba".

"Nos solidarizamos muitíssimo com as famílias envolvidas nessa fatalidade, desejando luz e paz nesse momento", completou.

Familiares e amigos prestam homenagem à idoso espancado em clube de Sorocaba — Foto: Reprodução/Facebook

Familiares e amigos prestam homenagem à idoso espancado em clube de Sorocaba — Foto: Reprodução/Facebook

Veja mais notícias da região no g1 Sorocaba e Jundiaí

VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM

50 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar