Carregando...

Mary Hellen, brasileira presa na Tailândia por tráfico de drogas, é condenada a 9 anos e 6 meses de prisão, diz advogada

Mary Hellen, brasileira presa na Tailândia por tráfico de drogas, é condenada a 9 anos e 6 meses de prisão — Foto: Redes sociais

Mary Hellen, brasileira presa na Tailândia por tráfico de drogas, é condenada a 9 anos e 6 meses de prisão — Foto: Redes sociais

A brasileira presa na Tailândia por tráfico internacional de drogas, Mary Hellen Coelho Silva, foi condenada a 9 anos e seis meses de prisão. A informação é de uma das advogadas de defesa da jovem.

Segundo Kaelly Cavoli Moreira, a sentença foi proferida nesta quarta-feira (11) na Tailândia, mas os advogados tomaram conhecimento da decisão na madrugada desta quinta-feira (12) por meio de um email do consulado brasileiro (leia abaixo). As informações ainda são preliminares, uma vez que os advogados aguardam o recebimento da sentença completa.

De acordo com a advogada, Mary Hellen foi condenada a 9 anos e 6 meses de prisão, sendo dois anos, por crime civil e 7 anos e 6 meses por crime penal.

“A brasileira teria sido assistida por defensor público nomeado pela própria Corte. O setor consular está tentando, desde ontem, obter cópias dos documentos da sentença da brasileira”, informou a advogada.

Entenda: brasileiros presos por tráfico na Tailândia

Entenda: brasileiros presos por tráfico na Tailândia

Ainda de acordo com Kaelly, após ter acesso à sentença, os advogados tentarão a extradição da jovem, para que ela possa cumprir a pena no Brasil.

“A gente teve uma pena muito positiva, melhor do que a gente esperava. Nós estávamos contando com 50 anos de prisão, mas já tínhamos descartado a pena de morte e a prisão perpétua. Estamos caminhando para uma pena humana, o mundo precisa ir contramão de penas desumanas”, afirmou Kaelly.

LEIA TAMBÉM:

  • ENTENDA: O que se sabe e o que falta esclarecer sobre a prisão dos três brasileiros na Tailândia
  • OUÇA: 'Fala pra ele mandar a gente pro Brasil, pra gente responder lá'; pediu Mary Hellen em áudio após ser presa
  • PENA DE MORTE: 'Pagar com a vida é muito forte', diz irmã de brasileira presa por tráfico de drogas na Tailândia
  • A LEI DA TAILÂNDIA: Caso Mary Hellen: o que diz a lei na Tailândia sobre prisões por drogas
  • Mãe de presa na Tailândia morre, e defesa não consegue falar com a jovem

Leia o email do consulado na íntegra

"A embaixada foi avisada ontem, 11/5, por telefone, sobre a audiência de Mary Helen Coelho Silva perante a Corte de Samut Prakan, realizada no dia 8/5. O funcionário que informou a embaixada afirmou que a audiência foi agendada com um dia de antecedência, razão pela qual não teria sido possível alertar as partes interessadas antecipadamente.

De acordo com o funcionário da Corte, Mary Helen foi condenada a 9 anos e 6 meses de prisão (divididos em: 2 anos, por crime civil; e 7 anos e 6 meses, por crime penal). A brasileira teria sido assistida por defensor público nomeado pela própria Corte. O setor consular está tentando, desde ontem, obter cópias dos documentos da sentença da brasileira".

Extradição

No dia 5 de maio, a Polícia Federal (PF) prendeu uma mulher suspeita de aliciar os três brasileiros que foram presos por tráfico internacional de drogas, no Aeroporto Internacional de Suvarnabhumi, em Bangkok, na Tailândia. Diante disto, um dos advogados de Mary Hellen, Telêmaco Marrace, afirmou que a prisão da mulher "abria caminho para a extradição" da jovem.

De acordo com Telêmaco, Mary Hellen teria entrado de "mula" na Tailândia e não sabia da existência da droga dentro da mala. Segundo ele, a prisão desta mulher confirma a versão da defesa.

"Nada prova também que a Mary Hellen sabia do conteúdo da mala. Ela provavelmente foi no emaranhado da trama, mas localizando quem emitiu a droga, muda um pouco a questão", afirmou o advogado.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*