Carregando...

5G: um panorama da conexão ao redor do mundo

Ícone do 5G em um iPhone. — Foto: James Yarema/Unsplash

Ícone do 5G em um iPhone. — Foto: James Yarema/Unsplash

O 5G ainda é novidade ao redor do mundo. São poucos os países que contam com a tecnologia mais avançada, chamada de 5G "standalone" (SA) ou 5G "puro", que deve começar a funcionar no Brasil a partir de 2022.

A maioria dos locais em que a conexão está disponível utiliza o padrão DSS (Compartilhamento Dinâmico de Espectro, da sigla em inglês), que oferece maiores velocidades, mas utiliza a infraestrutura existente do 4G. É o caso de algumas cidades brasileiras, por exemplo.

  • ENTENDA:O que é o 5G DSS e qual é a diferença para o 5G que será leiloado no Brasil

A Ookla, consultoria que coleta dados sobre conexões de internet ao redor do mundo, possui um levantamento com os países que oferecem planos 5G (a empresa não faz distinção entre as versões DSS e SA). Veja o mapa da disponibilidade da rede ao redor do mundo:

Disponibilidade do 5G 'puro'

A Opensignal, outra empresa que analisa a qualidade das conexões de internet, disse ao g1 que a maioria das redes 5G SA estão na China e que há um investimento intenso da tecnologia nos Estados Unidos pela operadora T-Mobile.

Segundo a empresa, mesmo os locais que contam com o 5G "puro", a tecnologia DSS é necessária para dar apoio à infraestrutura inicial da nova rede.

Há operações do 5G SA em outras regiões, ainda em estágio inicial. É o caso de Alemanha, Austrália, Canadá, Colômbia, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Filipinas, Itália, Japão, Kuwait, Singapura, Tailândia, segundo comunicados de operadoras locais consultadas pelo g1.

A novidade deve se expandir ao longo do tempo no Brasil e no mundo. A expectativa é que as capitais brasileiras comecem a receber a rede mais sofisticada a partir de julho de 2022, por exemplo.

Qualidade do 5G atualmente

O 5G disponível ao redor do mundo hoje oferece experiências que, em geral, são melhores do que o 4G – mas ainda estão longe de atingir todo o potencial da tecnologia.

Isso porque as operadoras precisam instalar antes e infraestrutura de fibra óptica para ampliar a qualidade da conexão e a cobertura, um processo que ocorre gradualmente.

Um relatório de setembro da Opensignal aponta que o país líder de velocidade da conexão 5G é a Coreia do Sul, com média de download de 406 Mbps (megabits por segundo) (para comparação, a média de velocidade do 4G no Brasil é de 17,1 Mbps).

A consultoria registrou picos de velocidade de 831 Mbps no país asiático – ainda longe do potencial máximo da tecnologia, que poderia chegar a 10 Gbps (gigabits por segundo) em condições ideais.

A empresa verificou ainda a disponibilidade da rede, analisando quanto tempo as pessoas com celulares compatíveis passavam conectados ao 5G. Veja o top 5:

  1. Coreia do Sul - 28,1% do tempo
  2. Arábia Saudita - 26,6% do tempo
  3. Kuwait - 26,3% do tempo
  4. Hong Kong - 25,3% do tempo
  5. Estados Unidos - 20,8% do tempo

Em uma análise sobre o alcance das redes 5G, o campeão foi Hong Kong. Neste caso, a Opensignal levou em consideração a proporção média de locais onde usuários se conectaram a uma rede 5G em relação a todos os locais que esses usuários visitaram, medida em uma escala de 0-10.

O dado ajuda a entender se a tecnologia está disponível em mais bairros, por exemplo. Veja o top 5:

  1. Hong Kong - 6,5
  2. Coreia do Sul - 6,1
  3. Kuwait - 5,4
  4. Estados Unidos - 5,2
  5. Holanda - 4,7

Veja 5 mudanças que o 5G irá trazer para a vida das pessoas:

5 mudanças do 5G na vida das pessoas

5 mudanças do 5G na vida das pessoas


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*