Carregando...

Acusado de encomendar morte de empresário assassinado na Palmas-Brasil é transferido ao TO

Acusado de mandar matar empresário em estacionamento é transferido ao TO

Acusado de mandar matar empresário em estacionamento é transferido ao TO

O acusado de encomendar a morte do empresário Elvisley Costa de Lima, em Palmas, foi transferido para o Tocantins. Bruno Teixeira da Cunha estava em um presídio de Itajaí (SC) porque foi preso naquele estado após ficar mais de um ano foragido. O crime teve ampla repercussão no Tocantins. Elvisley foi morto em um estacionamento na Avenida Palmas-Brasil em janeiro de 2020.

Bruno Teixeira foi capturado no momento em que estava no consultório de um dentista em Balneário Camboriú, cidade vizinha à Itajaí. A operação de transferência começou no dia 21 de novembro, quando ele foi levado primeiro a um presídio em Florianópolis. De lá, ele seguiu para o Tocantins no dia seguinte. Ainda não foi informado para qual unidade prisional tocantinense ele foi enviado.

Bruno Teixeira é acusado de mandar matar empresário em Palmas — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Bruno Teixeira é acusado de mandar matar empresário em Palmas — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

A defesa de Bruno Teixeira já tinha entrado com um habeas corpus pedindo a revogação da prisão e que ele possa responder em liberdade. O pedido ainda não foi julgado.

Em julho do ano passado, a Polícia Civil prendeu o suspeito de atirar contra o empresário. Gilberto de Carvalho Limoeiro Parente Júnior, de 47 anos, foi detido em um posto da Polícia Rodoviária Federal de Uruaçu (GO). Ele é apontado como o homem que aparece em imagens de câmeras de segurança atirando contra Elvisley.

O Ministério Público e a Polícia Civil acreditam que Bruno Teixeira pagou até R$ 25 mil pelo crime e que a motivação seria a cobrança de uma dívida.

Elvisley Costa de Lima foi assassinado dentro de caminhonete — Foto: Divulgação

Elvisley Costa de Lima foi assassinado dentro de caminhonete — Foto: Divulgação

O crime

O empresário Elvisley Costa de Lima, de 54 anos, foi baleado dentro da própria caminhonete, no dia 4 de janeiro de 2020. A assessoria dos Bombeiros confirmou que a vítima levou pelo menos três tiros no peito. Testemunhas relataram no local que o suspeito esperou a vítima entrar na caminhonete e depois atirou.

Câmeras de segurança de um restaurante flagraram o momento em que o empresário foi baleado. O vídeo mostra que o criminoso estacionou a motocicleta na passagem entre a avenida e a parte interna da quadra 704 Sul, ele desce e caminha até o veículo estacionado.

Sem dizer nada, o homem faz os disparos contra o vidro ainda fechado. Ele não tirou o capacete em nenhum momento. Logo depois, o criminoso volta para onde a motocicleta ficou estacionada e foge. A moto usada por ele está no contra luz e não é possível ter certeza da cor.

O vídeo também mostra que o outro homem, que seria Bruno, estava no carro. Após os disparos, ele sai do veículo.

Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*