Carregando...

Casal comemora o Dia dos Namorados há 72 anos: 'A gente não consegue viver um sem o outro'

Casal comemora o Dia dos Namorados há 72 anos: 'Não conseguimos viver um sem o outro'

Casal comemora o Dia dos Namorados há 72 anos: 'Não conseguimos viver um sem o outro'

Declarações de amor não faltam no Dia dos Namorados. Alguns casais estão celebrando o primeiro ano juntos, já outros acumulam momentos felizes ao longo de várias décadas. Umas das histórias inspiradoras é a do casal de Palmas, Bolívar Camelo, de 94 anos, e Bárbara Camelo, de 92, que comemoram a data há 72 anos.

Os dois se conheceram na década de 50 e desde então não se desgrudaram mais. Bolívar se apaixonou à primeira vista. Já, a dona Bárbara confessa que o coração foi se encantando aos poucos.

Bolívar Camelo, de 94 anos e Bárbara Camelo, de 92 — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Bolívar Camelo, de 94 anos e Bárbara Camelo, de 92 — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

"O povo daquela época, as moças não eram assim fáceis de casar e namorar. Eu não queria namorar, ele me conquistou depois de casada", diz ela sorrindo.

Do namoro ao casamento foram apenas três meses. Mas, depois que se casaram, eles não se desgrudaram mais. O tempo foi passando e o amor ficando cada vez mais forte. Já se vão mais de sete décadas juntos.

A aposentada conta que, apesar de todo esse tempo, ainda sente ciúmes do eterno namorado. "Amo muito e fico zangada quando ele fica até 10h ou 11h da noite na rua trabalhando", conta sorrindo.

Bolívar e Bárbara celebram o Dia dos Namorados há 72 anos — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Bolívar e Bárbara celebram o Dia dos Namorados há 72 anos — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Uma pitadinha de ciúmes, mas muitas porções de cuidado, companheirismo, carinho e amor. Sentimentos, que Bolívar faz questão de expressar.

"O carinho dobra, a gente se acostuma e não consegue nem viver mais um sem o outro. É incrível, é a pura verdade, não se tem condição de viver um sem o outro mais", finaliza ele.

O amor não tem idade

Valdivinio e Roselene se conheceram na Universidade da Maturidade — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Valdivinio e Roselene se conheceram na Universidade da Maturidade — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Aos 80 anos, o seo Valdivino Corrêa se sente ainda mais jovem. É que há seis anos ele começou a fazer faculdade e encontrou o grande amor. Conheceu a dona Roselene de Souza e a vida ganhou mais cor, mais amor. "Nasceu até cabelo na minha careca", diz ele brincando.

O namoro já dura quatro anos, tempo que tem feito bem para os dois pombinhos apaixonados. O vazio que a dona Rose sentia foi preenchido.

"O amor faz bem, eu me sinto muito bem, eu sentia um vazio, hoje eu não sinto esse vazio. E é bom amar, beijar, o carinho, a afeição, o respeito".

O que não falta entre os dois é demonstração de carinho. Seo Valdivino dá show quando o assunto é romantismo. E isso não acontece só no Dia dos Namorados. Todos os dias, ele faz questão de demonstrar todo o amor que sente.

"Ele é daqueles que levam café da manhã na cama, ovinho de codorna todos os dias. É aquele que corta melancia, os pedacinhos, o mamão, tudo isso. Ele é muito carinhoso", finaliza ela.

Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*