Carregando...

Vereadores concedem homenagem a homem que salvou criança de incêndio em Uberaba

Reunião ordinária da Câmara de Uberaba no dia 15 de setembro de 2021 — Foto: Rodrigo Garcia/Câmara Municipal de Uberaba

Reunião ordinária da Câmara de Uberaba no dia 15 de setembro de 2021 — Foto: Rodrigo Garcia/Câmara Municipal de Uberaba

Os vereadores de Uberaba concederam uma homenagem ao pintor de autos Anderson Costa Ribeiro, de 36 anos, que salvou uma menina de 4 anos de um incêndio em Uberaba no dia 5 de setembro, no Bairro Isabel do Nascimento. A Moção de Aplausos n.º 41/2021 é de autoria do vereador Marcos Jammal (MDB) e foi aprovada por unanimidade na reunião do dia 15 de setembro.

"O senhor Anderson é digno desta homenagem que, mesmo sendo simples, em forma de Moção de Aplausos, reflete nossa gratidão. O Poder Legislativo Municipal acredita que cada um, em seu ambiente, consegue fazer a diferença na vida das pessoas e transformar o mundo em que vivemos", diz o texto.

Segundo Jammal, a homenagem é um reconhecimento da bravura de Anderson, que arriscou a própria vida para salvar uma criança indefesa, que corria risco de ficar ferida pelas chamas.

"Vale ressaltar a força do senhor Anderson de entrar em uma casa incendiada e salvar uma criança de 4 anos merece não só uma Moção de Aplausos como também o nome em uma placa de rua e ainda vivo. Seriam poucos que fariam o que ele fez. É um herói", comentou o autor da homenagem.

A Moção de Aplausos também é assinada pelos vereadores Luizinho Kanecão (PDT), Professor Wander (PSC), Almir Silva (DEM), Baltazar da Farmácia (DEM), Ismar Marão (PSD), Lu Fachinelli (PSL), China (PMN), Anderson Dois Irmãos (PSD), Elias Divino (Podemos) e Denise da Supra (Patriota).

O incêndio

O resgate ocorreu por volta das 15h de 5 de setembro. Anderson passava pela Rua Catharina Palis de Vasconcellos quando viu que um incêndio tomava conta de uma casa. Rapidamente, ele entrou no imóvel e encontrou a criança sozinha em um dos quartos.

A menina foi encaminhada para atendimento no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM). Segundo a unidade, ela foi atendida no pronto-socorro infantil e recebeu alta no dia seguinte.

Ao chegarem ao endereço, os bombeiros encontraram os móveis já queimados. A equipe realizou trabalho de rescaldo — operação para apagar possíveis focos de incêndio e evitar que o fogo comece novamente — e colocou o sofá, o fogão, a geladeira e a televisão na área externa da residência.

O pai da criança, de 49 anos, estava no local e, segundo os bombeiros, se encontrava alcoolizado e recusou atendimento médico.

Em nota, a Polícia Civil informou que o incidente está sob investigação.

VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*