Carregando...

Secretaria de Educação de Uberaba identifica novas irregularidades nos kits de alimentos fornecidos pela empresa Nutriplus

Imagens do feijão apresentado pelo vereador Paulo César Soares (PMN)na sessão do dia 4 de novembro na Câmara Municipal de Uberaba — Foto: Rodrigo Garcia/CMU

Imagens do feijão apresentado pelo vereador Paulo César Soares (PMN) na sessão do dia 4 de novembro na Câmara Municipal de Uberaba — Foto: Rodrigo Garcia/CMU

Novas irregularidades nos kits de alimentos fornecidos pela empresa Nutriplus Alimentação aos alunos da rede municipal de Uberaba foram identificadas durante fiscalização realizada pela Seção de Alimentação Escolar da Secretaria de Educação (Semed).

Após denúncias de pessoas que receberam os kits, a qualidade dos alimentos foi questionada por vereadores. Além disso, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) abriu procedimento para apurar o caso. A empresa foi procurada para se posicionar sobre o assunto. Veja mais abaixo.

Fiscalização

No início de novembro, o g1 noticiou que os 5 kits alimentação devem ser distribuídos para cada aluno até dezembro.

Conforme apurado pela equipe da Seção de Alimentação Escolar, no período de 16 a 18 de novembro, a empresa deveria ter entregue 9.984 kits de alimentos em 41 unidades escolares. Contudo, até agora, foram distribuídos cerca de 7.300 kits, em 30 unidades escolares.

Outra irregularidade identificada diz respeito aos produtos que compõem os kits. Segundo a chefe da Seção de Alimentação Escolar, Camila Cristina da Silva, amostras fiscalizadas na quarta-feira (24) apresentaram itens diferentes em relação aos kits fiscalizados e distribuídos na última semana, os quais estavam conforme o contratado.

“Por esse motivo, suspendemos a distribuição desse lote até fazermos nova análise dos itens", afirmou Camila.

Ainda conforme a chefe da Seção, também foi observado que os kits foram acondicionados em embalagem inapropriada.

"A embalagem é muito grande para o conteúdo dos kits e não apresenta descrição dos itens. É uma sacola plástica comum, não transparente”, completou.

O resultado da fiscalização foi documentado e repassado à secretária municipal de Educação, Sidnéia Zafalon.

“Os kits entregues na semana passada estavam em total acordo com o contratado pela Semed; recebemos retornos positivos pelas escolas e famílias, e os hortifrútis estavam ótimos, porém, novamente foram identificadas irregularidades. Estamos atentos”, garantiu Sidnéia.

Alimentos fornecidos empresa Nutriplus foram apresentados na reunião da Câmara de Uberaba no dia 18 de novembro de 2021 — Foto: Rodrigo Garcia/CMU

Alimentos fornecidos empresa Nutriplus foram apresentados na reunião da Câmara de Uberaba no dia 18 de novembro de 2021 — Foto: Rodrigo Garcia/CMU

Contrato reativado e notificações

Os kits alimentação começaram a ser distribuídos em agosto, mês em que o contrato com a Nutriplus foi reativado pela Semed devido à retomada das atividades presenciais na rede municipal de ensino. O contrato estava suspenso desde 2020 devido ao início da pandemia da Covid-19, quando todas as unidades de ensino do Município tiveram que ser fechadas.

Desde então, a Semed recebeu inúmeras reclamações envolvendo o serviço prestado pela empresa, entre elas:

  • pães mofados, mas que não foram servidos;
  • baixa qualidade e quantidade insuficiente de hortifrútis;
  • alteração do cardápio sem aviso prévio;
  • ausência e falta de capacitação de merendeiras;
  • alimentação em quantidade inferior à solicitada;
  • alterações no kit de alimentos.

"Em razão dessas ocorrências, a empresa já foi advertida e notificada várias vezes pela Semed. Além disso, a Procuradoria-Geral do Município está tomando as providências necessárias para a aplicação das penalidades cabíveis nos termos do contrato", afirmou a Prefeitura.

MPMG abre procedimento investigativo

A situação fez com que o MPMG instaurasse, na quarta-feira, uma notícia de fato para apurar o caso e acompanhar o andamento do contrato entre a Prefeitura e a Nutriplus.

O promotor de Justiça da Infância e Juventude da Comarca de Uberaba, Rafael Tannus, encaminhou um ofício ao Município, solicitando informações sobre o contrato e esclarecimentos sobre as denúncias em relação à qualidade dos alimentos fornecidos pela empresa.

O que diz a Nutriplus

Nesta quinta-feira (25), o g1 entrou em contato com a empresa para comentar o assunto, mas não obteve retorno até a última atualização da reportagem.

Pais reclamam da qualidade dos alimentos fornecidos na rede municipal de ensino de Uberaba

Pais reclamam da qualidade dos alimentos fornecidos na rede municipal de ensino de Uberaba

Críticas de vereadores

A qualidade dos alimentos entregues pela Nutriplus foi alvo de críticas de vários vereadores, entre eles China (PMN), Marcos Jammal (MDB) e Lu Fachinelli (PSL).

Na sessão do dia 4 de novembro na Câmara Municipal, China levou a denúncia ao Plenário após receber reclamações de uberabenses que receberam as cestas básicas com o alimento.

Os grãos de feijão apresentados aos outros vereadores. "O saco de feijão, por exemplo, não possui sequer um grão inteiro. São produtos de baixa qualidade”, criticou China.

Na ocasião, o vereador afirmou ter solicitado documentos à Prefeitura e que iria denunciar a empresa e o Município no MPMG.

Vereador China questiona qualidade do feijão oferecido pela empresa Nutriplus na reunião da Câmara do dia 04 de novembro de 2021 — Foto: Rodrigo Garcia/CMU

Vereador China questiona qualidade do feijão oferecido pela empresa Nutriplus na reunião da Câmara do dia 04 de novembro de 2021 — Foto: Rodrigo Garcia/CMU

De acordo com a vereadora Lu Fachinelli, as denúncias contra empresa sempre existiram e durante a pandemia se acentuaram.

“As reclamações são praticamente semanais, esta empresa está fugindo de mim faz tempo. Tento contato há meses e não me receberam, fiz uma solicitação à Prefeitura para que fosse divulgado o cardápio com antecedência mínima, mas até ontem não recebi resposta”, afirmou.

O vereador Marcos Jammal lamentou toda situação, a qual considera grave, visto que muitas crianças dependem unicamente destes produtos para se alimentarem.

“A insegurança alimentar é preocupante e atinge muitas famílias e, este kit de alimentos é deveria ser alento para muitos, que passam fome, mas o que vemos são produtos de má qualidade. Um desrespeito com essas pessoas”, acrescentou.

Para comprovar a má qualidade dos alimentos oferecidos pela Nutriplus aos alunos da rede municipal de ensino, Jammal e China prepararam uma refeição com os produtos. A comida foi oferecida aos representantes da empresa Nutriplus, que estiveram presentes no dia 18 de novembro na sessão plenária da Câmara.

Imagens dos vereadores China e Jammal preparando refeição com alimentos fornecidos pela Nutriplus foram exibidas no Plenário da Câmara no dia 18 de novembro de 2021 — Foto: Rodrigo Garcia/CMU

Imagens dos vereadores China e Jammal preparando refeição com alimentos fornecidos pela Nutriplus foram exibidas no Plenário da Câmara no dia 18 de novembro de 2021 — Foto: Rodrigo Garcia/CMU

VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*