Carregando...

Estuprador que cometeu ao menos 4 crimes é preso em Uberlândia

Delegada Lia Valechi durante coletiva de imprensa em Uberlândia no ano de 2019 — Foto: Letícia Leles/g1

Delegada Lia Valechi durante coletiva de imprensa em Uberlândia no ano de 2019 — Foto: Letícia Leles/g1

Um homem de 32 anos foi preso em Uberlândia, por cometer ao menos 4 estupros na cidade somente em 2022. As investigações relativas aos crimes ocorrem desde o mês de janeiro e o modo de agir do suspeito foi semelhante em todas as ocorrências. A prisão ocorreu na terça-feira (21) e o caso foi divulgado nesta quarta-feira (22) em coletiva de impresa pelas delegadas Lia Valechi e Ludmila Carneiro.

Segundo Valechi, o suspeito tem um modo de agir comum em todos os crimes, no qual a vítima não via ele, o que dificultou as investigações, já que não havia dado nenhum sobre quem cometeu o crime.

“Foi um trabalho que iniciou em janeiro e foi dificultada em todos os aspectos, desde a dificuldade em identificar o indivíduo, pois estávamos tratando de estupros consumados que as vítimas não haviam visualizado o autor, uma vez que estavam vendadas”, detalhou.

Ainda conforme a delegada, o homem já havia sido condenado por um crime de estupro em 2016, em um modo de agir parecido com os registrados neste ano.

Tivemos em janeiro um estupro tentado no Bairro Shopping Park e depois uma série de estupros consumados, sendo um em fevereiro, dois em abril e um no mês de maio”, explicou.

A delegada Ludmila Carneiro, explicou que a identificação dele só foi possível a partir do inquérito de 2016, onde já havia sido coletado material genético “que possibilitou o confronto com o material colhido nas vítimas de estupro consumado registradas neste ano”.

“Nós não descartamos [outros crimes]. Este desfecho mostra a importância do atendimento médico legal às vítimas, da coleta de material dessas vítimas, delas procurarem apoio policial após a ocorrência”, completou Ludmila.

Perseguição e prisão

Após as investigações, a Polícia Civil entrou com pedido de prisão preventiva contra o alvo, que foi cumprido na noite de terça-feira. Ele tentou fugir da abordagem, mas foi preso escondido em cima do telhado de uma igreja evangélica.

“Foi feita uma tentativa de abordagem inicial, ele evadiu pulando muros de casas, adentrou na casa dele, trocou de roupa e os policiais continuaram na busca por ele [...] Os policiais conseguiram prendê-lo depois”, disse Carneiro.

Crimes na cidade

No mês de maio, um estupro cometido no dia 2 de maio, contra uma jovem de 26 anos, fez com que diversas pessoas na internet demonstrassem preocupação. Na época, a jovem estava indo para o trabalho, quando foi abordada pelo suspeito, que mandou ela “não gritar que tudo iria acabar rápido”.

Os outros crimes pelo qual o suspeito foi qualificado foram anteriores a esse. No mês de janeiro, uma jovem de 19 anos foi atacada no Shopping Park, mas o crime foi tentado, sem ser consumado.

No Bairro Gávea, em fevereiro, uma outra jovem de 19 anos foi atacada e estuprada. No Bairro Novo Mundo, uma jovem de 29 anos também foi atacada. Já em abril, o suspeito estuprou uma jovem de 18 anos, também no Bairro Shopping Park.

Os crimes tiveram início em janeiro, quando a vítima foi uma mulher de 19 anos, atacada no Bairro Shopping Park, mas o estupro foi tentado. A segunda investida foi em fevereiro, no Bairro Gávea, quando ele atacou uma jovem também de 19 anos, em frente a um shopping da cidade. O terceiro ataque foi também em fevereiro, no Bairro Novo Mundo contra uma mulher de 29 anos.

“Todas as provas colhidas apontam para ele. Agora ele vai ficar à disposição do Poder Judiciário”, comentou a delegada Lia.

VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*