Carregando...

Pyong Lee detalha convite, cachê e pré-confinamento do 'BBB 20'

O hipnólogo Pyong Lee, de 27 anos.
O hipnólogo Pyong Lee, de 27 anos.
Foto: Victor Pollak/Globo/Divulgação / Estadão

Pyong Lee falou sobre a sua participação no BBB 20 e deu detalhes sobre o pré-confinamento, seu processo de seleção e o cachê que os participantes recebem em entrevista ao Flow Podcast neste sábado, 16.

"Me sondaram no meio do ano de 2019. Falaram assim: 'comentaram seu nome'. Eu falei: 'Tá, mas e aí, é um convite?' 'Estamos sondando. Você tem interesse?' Eu falei: 'Cara, não sei'. Disseram: 'A gente ainda tem que esperar para oficializar, fazer uma entrevista pessoalmente'", relembrou.

A decisão final foi feita cerca de dois meses antes do início do BBB: "Só vou comentar com alguém quando vocês me derem certeza, porque não adianta eu estressar geral ou falar com minha esposa e depois falar: 'ah, não era'. O convite oficial, decisão total, foi em 4 de novembro de 2019. Isso para em janeiro começar o programa".

Pyong Lee também comentou sobre o dinheiro recebido pela participação no programa: "Tem um cachê mensal que eu nem lembro. É um [valor] simbólico para pagar as contas. Não é tão alto, não. É mais uma coisa para pagar as contas enquanto você não está."

Questionado se, após a eliminação, haveria um tempo "sem poder falar com outras mídias", Pyong Lee respondeu: "Até o final do programa, o período do dia da grande final. Não lembro bem se era isso, mas tive que ficar até 30 de abril, que encerrava o contrato. A final [do BBB 20] foi no dia 23".

O youtuber também deu mais detalhes sobre o pré-confinamento na sua edição: "Corta as percepções. Eu ficava olhando para a janela, abria os olhos, e não sabia que horas eram. Sete da manhã ou meio-dia?"

'BBB 20': as principais polêmicas do 'Big Brother Brasil' em 2020 'BBB 20': Saiba quem são os participantes do reality show


  • As polêmicas do 'BBB 20' - O 'BBB 20' acumulou diversas polêmicas ao longo de sua exibição até agora. Por conta de atos e declarações dentro da casa, já foram abertos procedimentos para apurar supostos casos de assédio e até mesmo um pedido do Ministério Público para investigar declarações sobre zoofilia. Relembre a seguir algumas das principais polêmicas da 20ª edição do 'Big Brother Brasil'.

  • Suposto assédio de Petrix Barbosa - Uma das principais polêmicas do 'BBB 20' até o momento foi a acusação de que o ginasta Petrix Barbosa teria assediado sua colega Bianca Andrade durante uma festa, ao tocar a região de seus seios. Boca Rosa, como é conhecida, chegou a ser chamada ao confessionário e questionada sobre o caso, mas, 'sem elementos suficientes', a produção do 'BBB' optou por não punir Petrix. Pouco depois, outro vídeo, desta vez mostrando Petrix esfregando a região próxima à sua genitália perto da cabeça de Flayslane. O ginasta foi chamado ao confessionário e, após uma conversa não revelada ao público, pediu desculpas para Bianca e Flayslane.

  • Suposto assédio de Petrix Barbosa - Diante da repercussão do suposto assédio de Petrix Barbosa nas redes sociais, a polícia civil do Rio de Janeiro abriu um procedimento e convocou o ginasta para prestar depoimento, marcado para uma sexta-feira, por meio de intimação enviada à TV Globo. Dias antes, porém, o participante foi eliminado com 80,27% da rejeição do público em um Paredão disputado contra Hadson (18,63%), Pyong Lee (0,66%) e Babu Santana (0,44%). "Em depoimento, o atleta esclareceu que nunca teve a intenção de importunar, constranger e, tampouco, magoar ninguém", informou a assessoria do atleta, por meio de nota. Em entrevista ao 'Mais Você', Petrix Barbosa falou sobre a repercussão de sua participação na casa do 'BBB': "Esse não sou eu" (leia mais aqui).

  • Suposto assédio de Pyong Lee - Outro participante acusado de assédio foi Pyong Lee, que tentou beijar Marcela e apalpar Flayslane durante uma festa. A polícia civil do Rio de Janeiro afirmou que abriria um procedimento para apurar o caso.

  • Inquérito por zoofilia - Durante uma conversa entre os participantes Mari Gonzalez e Felipe Prior, do 'BBB 20', a dupla tocou no tema da zoofilia. 'Tudo bem se a pessoa quer 'comer' o animal', afirmou Mari, em determinado momento. O Ministério Público do Rio de Janeiro afirmou que pediria um inquérito para apurar o caso.
36 fotos
As polêmicas do 'BBB 20' - O 'BBB 20' acumulou diversas polêmicas ao longo de sua exibição até agora. Por conta de atos e declarações dentro da casa, já foram abertos procedimentos para apurar supostos casos de assédio e até mesmo um pedido do Ministério Público para investigar declarações sobre zoofilia. Relembre a seguir algumas das principais polêmicas da 20ª edição do 'Big Brother Brasil'.

As polêmicas do 'BBB 20' - O 'BBB 20' acumulou diversas polêmicas ao longo de sua exibição até agora. Por conta de atos e declarações dentro da casa, já foram abertos procedimentos para apurar supostos casos de assédio e até mesmo um pedido do Ministério Público para investigar declarações sobre zoofilia. Relembre a seguir algumas das principais polêmicas da 20ª edição do 'Big Brother Brasil'.
Foto: Reprodução de 'Big Brother Brasil' (2020) / TV Globo / Estadão

"No hotel, eles tiram televisão, tiram telefone e tiram relógio. É um pré-treinamento. Já ouvi de gente que foi escolhido para participar e desistiu no hotel. Os convidados ficaram quatro dias, e os inscrito ficaram oito dias", continuou Pyong Lee.

O ex-BBB ainda comentou da suspensão do direito de levar um livro para a casa em sua edição: "Todo mundo podia levar um livro, então a galera ficava revezando. Dava tempo de se entreter com alguma coisa. Proibiram de última hora. A gente levou três opções de livros para o hotel. Falaram assim: 'escolhe só um'. E depois falaram: 'não vai mais poder livro.'"

"A primeira vez que passei na vida uma distorção temporal real foi lá. Na primeira semana todo mundo achava que estava há um mês preso. Aqui fora vocês ficam vivendo, e tal, assistindo... Lá dentro não tem nada o que fazer, um entretenimento, um baralho...", comentou.

Pyong Lee foi um dos participantes marcantes da 20ª edição do Big Brother Brasil. Dentro da casa, viu o rosto de seu filho, nascido durante o período de confinamento, pela primeira vez. Sua ausência no momento de paternidade gerou críticas de outros participantes.

Ele chegou a hipnotizar colegas de confinamento e acabou sendo o 8º eliminado do BBB 20. Durante uma festa, tentou beijar Marcela e apalplar Flayslane, o que rendeu uma apuração da Polícia Civil do Rio de Janeiro por suposto assédio (relembre aqui).

O BBB 21 estreia no próximo dia 25 de janeiro, uma segunda-feira, com a responsabilidade de manter os bons índices de audiência e repercussão conquistados na edição anterior.

Assista à íntegra da entrevista de Pyong Lee ao Flow Podcast.

Veja também:

CBLoL 2021 promete evolução no cenário
  • assistir CBLoL 2021 promete evolução no cenário
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*