Carregando...

Trabalhadores da Gerdau de Pinda aprovam acordo que evita suspensão de contratos para grupo de risco da Covid

Trabalhadores da Gerdau aprovam acordo e 50 empregos são mantidos na fábrica — Foto: Divulgação/Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba

Trabalhadores da Gerdau aprovam acordo e 50 empregos são mantidos na fábrica — Foto: Divulgação/Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba

Trabalhadores da Gerdau de Pindamonhangaba aprovaram em assembleia realizada na tarde desta terça-feira (8) um acordo com a direção da empresa para evitar a suspensão de 50 contratos de trabalho de funcionários que fazem parte do grupo de risco da Covid-19 e que ainda não podem retornar para a fábrica.

O acordo, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, garante o recebimento de, no mínimo, 80% do salários líquido, congelamento nos descontos de convênio médico e cooperativa de crédito, 13º salário pago de forma integral e garantia de emprego por mais três meses após o fim da medida.

As negociações para garantir os empregos desse grupo vinham sendo feitas há quase um ano e na avaliação do sindicato, ela alcançou condição melhor do que a MP do governo, que reeditou o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm).

Nesta terça-feira, quando o acordo foi selado, a reunião aconteceu na sede do sindicato, respeitando as medidas de prevenção da pandemia.

A Gerdau atua no ramo do aço e tem cerca de 2.300 funcionários em Pindamonhangaba.

Veja mais notícias do Vale do Paraíba e região bragantina

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*